19 de maio de 2011

Resenha: Édipo Rei - Sófocles


Sófocles (495 a.C. - 406 a.C.) nasceu e morreu em Atenas, na Grécia, e foi um dos maiores intelectuais da antigüidade clássica. Autor prolífico e consagrado em seu tempo, produziu cerca de 120 peças das quais restaram conservadas apenas sete, entre as quais, Antígona, Ajax, Electra e Édipo Rei, talvez a mais célebre de todas as tragédias.

Atormentado pela profecia de Delfos, de que iria matar o pai e desposar a mãe, Édipo tenta – inutilmente – fugir de seu destino...


Eu li esse livro para escola, demorei mais tempo para terminá-lo do que eu pensei. Mas, enquanto eu o lia, li Destino também. Mas, o meu professor de literatura falou que uma característica do gênero dramático, é ter as características dos personagens antes do livro. Essa versão da L&PM não tem, o que complicou minha leitura um pouquinho no inicio. O livro fala sobre Édipo, quem tenta fugir do seu destino, mas não consegue. Eu gostei desse tema que é abordado, destino. É algo que sempre me fascinou muito. E a frase do meu professor sobre o livro: Não se pode fugir do seu destino. Ainda está martelando na minha cabeça.

Achei que a "moral" do livro é muito boa, ficamos pensando se o destino é algo que conseguimos mudar, ou não. A história é escrita como uma peça de teatro, então podemos ver indicações de cena no texto. As falas muito longas, às vezes confundem um pouco fazendo a pessoa voltar e reler, mas nada que impeça de terminar o livro. Eu o achei chatinho no inicio porque a história não parecia "andar", mas depois melhorou bastante.

Bom, é aquele livro que querendo ou não, tive que ler. Mas não foi uma leitura maçante como outras que já tive. Sei que muitos leem resumos na internet, mas nada se iguala a ler o livro.

2 comentários:

  1. Para quem conhece e se interessa por psicanálise, o épico de Édipo é marcante especialmente no universo infanto-juvenil masculino. Nas mulheres, também, mas aquela história de "matar o pai e casar com a mãe" faz tanta parte do crescimento do homem que me interessei pela leitura.

    Visitem: http://www.osherdeirosdostitas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. nossa, li esse livro na faculdade... um dos primeiros da teoria da literatura!
    Eu tinha mto medo de clássicos assim, mas gostei muito de Édipo Rei. Legal sua resenha sobre um livro diferente de tudo q a gente vê por aí!
    bjos
    Marcia, do blog DOLLHOUSE

    ResponderExcluir