28 de setembro de 2011

Resenha: A terra das sombras - Meg Cabot

Olá,
Ignorei minha lista de leituras um pouquinho para participar da Maratona da série A Mediadora que está acontecendo no blog Fly With Ni. Para ler mais sobre a Maratona é só clicar aqui.
Suzannah é uma adolescente aparentemente comum que tem um problema com construções antigas. Não é para menos. Afinal, muitas dessas casas velhas são assombradas. E Suzannah é uma mediadora, uma pessoa capaz de ver e falar com fantasmas para ajudá-los a descansar em paz. É claro que esse dom lhe traz muitos problemas. Mas nem ela poderia saber a gravidade do que encontraria ao mudar-se para Califórnia.
Eu já li a série toda, mas só de pensar em reler já fiquei toda animada. A leitura é bem leve e bem rápida, bem estilo da Meg.
A Suzannah, não é o tipo de personagem que costumamos ver nos livros da Meg. Ela não é muito feminina, não se preocupa em ser a mais popular da escola e não está desesperada para ter um namorado.
Suze acabou de se mudar de Nova York para a Califórnia, ela foi viver com o novo marido de sua mãe e seus novos três meio irmãos. E é claro que de NY para Califórnia, muitas coisas são diferentes.
E pensei: Jaqueta de couro e palmeiras. Não poderia estar acertando mais, exatamente como achava que ia mesmo... (p. 8)

Nem tudo está tão diferente, assim como em NY, Suzannah continua odiando prédios antigos, isso porque lá, tem mais chances de aparecerem fantasmas, e como ela é uma mediadora, é seu trabalho ajuda-los. E ela adora a surpresa quando vê que sua nova casa é um prédio antigo, onde – oba! – tem um fantasma morando no seu quarto!
Naturalmente, eu não sabia como me sentia ante a possibilidade de que meu primeiro beijo fosse dado por alguém do outro mundo, mas sabe como é, quem está em petição de miséria não pode ficar escolhendo, e posso garantir uma coisa, o Jesse era muito mais gracinha do que qualquer cara vivo que eu tinha conhecido. (p. 158)

E na sua nova escola – outro prédio antigo – ela é atormentada por uma fantasma que se matou porque o namorado havia terminado com ela. E a menina está louca atrás do namorado para o ver tendo o mesmo fim que ela.Mas o senhor nunca se apaixonou? Não sabe como é? Aquele cara passou ela para trás. Ela achava que eles iam se casar. Sei que parece bobagem, ainda mais que ela só tinha – quantos anos mesmo? Dezesseis? Ainda assim, ele simplesmente botou ela no chinelo. Se isso não é suficiente para levar uma garota a um acesso de fúria assassina... (p. 108)

Suze é daquelas meninas que não tem medo de dar uma lição em quem merece. Eu adoro ela! Ela tem umas tiradas muito legais, minha favorita é:
-O que? – fez ela, apertando os olhos. -Síndrome de Tourette – continuei. – É uma doença neurológica que faz as pessoas dizerem coisas que não querem dizer. Você tem isso? -Não. -Ah!... Então estava mesmo sendo grosseira de propósito... (p. 86)

E assim como em todos os livros da Meg, tem um menino de tirar o fôlego. Só que desta vez não é um menino, e sim um fantasma. Jesse para ser mais exata. Ele é de arrancar suspiros de qualquer uma que lê. Só com os seus hermosa, eu já me sentia sem ar. Ele é do tipo perfeito, príncipe encantado misterioso.

Seguindo a ficha de perguntas da Maratona, minha cena favorita é a que (tentando não dar spoilers, tentando não dar spoilers) o Jesse impede a Suzannah de ir para a escola durante a noite pela primeira vez. Quando ela vai tentar “conversar” com a fantasma. Essa é sem dúvida minha cena preferida.

A frustração da leitura não é algo que atrapalha a leitura e sim algo que me incomodou. O nome verdadeiro do Jesse. Arghhhh, não vou contar aqui para vocês para não acabar com a história, mas poxa Meg... Não tinha um nome melhor?

Desde a primeira vez que eu li até agora, eu vi uns episódios da série Ghost Whisperer, e não pude deixar de notar que são bem parecidas, por falarem do mesmo tema. Então direi que A Mediadora é um Ghost Whisperer juvenil.

Recomendo bastante a leitura, é diferente do que a Meg costuma a escrever, mas a história é muito boa.

6 comentários:

  1. Oi Gabi! Nossa, eu AMO DEMAIS essa série!!! Assim como vc já li toda ela, e ainda é impossível não sonhar acordada com o Jess :P
    Mas uma coisa me intrigou, não lembro mais o nome de verdade dele :o Acho que sou muito esquecida, vou ter que ler de novo agora /descupaesfarrapada!

    Adorei a resenha! :)

    Beijos
    Adriana - Mundo da Leitura

    ResponderExcluir
  2. Adriana: A série é super demais :) Bá, o nome verdadeiro dele foi um punhado no coração haha, a Meg errou feio pro meu gosto.

    Obrigada!

    Gabi

    ResponderExcluir
  3. Olhaaaaaaaaa, eu não liguei muito para o nome dele. Até que eu... simpatizei? Mas Jesse é Jesse e né, nada supera. Sempre que leio "A Mediadora" fico procurando uns fantasminhas sexys no meu quarto... Olha o que os livros fazem com a imaginação da gente. HAHAHAHA

    ResponderExcluir
  4. Ni: Haha, depende do gosto. Bah, imagina um Jesse aqui... Díos mío hehe

    Gabi

    ResponderExcluir
  5. Eu sou louca por essa série é uma das melhores que já li, li todos os livros em 1 mês realmente é muito bom!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Luana: Eu também li todos em um mês na primeira vez!!! A série é muito boa mesmo.

    Gabi

    ResponderExcluir