9 de dezembro de 2011

Resenha: Code Name Cassandra - Meg Cabot



Depois de tudo que aconteceu no primeiro volume, Jessica decide falar para a imprensa que não tem mais os poderes de encontrar crianças desaparecidas. Ela acha que assim, a imprensa e o FBI deixariam ela em paz, mas estava muito enganada. Jess decide ir trabalhar em um acampamento para crianças dotadas durante o verão, onde crianças com talento para música vão passar as férias. E as férias parecem trazer mais problemas ainda para ela...
Como um típico livro da Meg Cabot, li em dois dias e foi uma leitura muito agradável. Jessica Mastriani é uma ótima personagem, eu adoro ler o livro pelo ponto de vista dela. Ela é irônica, sarcástica, durona, tem um grande problema de tentar resolver tudo na base da briga, e é um personagem forte.
Lá no acampamento, ela fica de monitora de uma cabana com oito meninos. E um deles, é sinônimo de confusão. Shane. Ele é um pestinha que toca flauta perfeitamente e que vai trazer dores de cabeça para Jess.
Lá, ela recebe a visita de um pai desesperado pedindo que ela o ajude a encontrar a filha desaparecida dele. E é ai, onde a confusão começa.
Assim como em “Quando cai o raio” a Meg não se foca muito no romance de Jess e Rob. Apesar de render umas cenas um tanto fofas, não é o tema do livro. O tema do livro é a Jess cuidando das crianças do acampamento e lidando com o FBI que está sempre a seguindo. E mentindo constantemente sobre (spoiler)"Eu perdi meus podereses de localizar crianças desaparecidas", mas ninguém acredita nela... (spoiler)
A narrativa da Meg é incrível. Ela coloca a Jess escrevendo a história. Então temos todos seus comentários no meio e torna tudo mais divertido. É leve, é rápido de ler, e é um ambiente muito diferente do que o primeiro, então essa mudança foi bem interessante. Se tivesse sido ambientado no mesmo, o livro tinha 90% de chances de se tornar chato.
No primeiro volume eu senti falta do romance, mas nesse já não. O foco da série, até agora, não é romance. Então já me acostumei.
Não é aquele livro que se termina e pense ‘ Esse é o melhor livro que eu já li’. Mas é muito bom. É um típico livro da Meg Cabot, não preciso falar mais nada.

6 comentários:

  1. Adoooooooooooooooooooooro essa série - principalmente porque a personagem principal não é nadinha chata! E ela tem personalidade própria, e gostos peculiares, e adoro essa atmosfera de pais dono de restaurante. Não sei porque, nada a ver né? HAHAHAHA Enfim, é verdade, se a Meg não tivesse mudado o ambiente, o livro tinha muitas chances de ficar chato!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Ni: A Jess é demais haha. Siim, mal posso esperar para ler os livros agora :)

    Gabi

    ResponderExcluir
  3. Oi Gabi!
    Não li Quando cai o raio, mas tenho curiosidade. Talvez quando lançar o segundo, aqui no Brasil, eu me motivo a comprar e ler, rsrs.
    Bjão!

    ResponderExcluir
  4. Oi Gabi!

    Pulei os spoilers por que estou pensando em ler o 1º :) - essa série parece bem legal, acho que iria gostar da personagem.

    ResponderExcluir
  5. Bah menina eu sou maior fã da Meg e claro que quero ler todos os livros dela, mas ela não para de escrever (apesar que esse é antiguinho), e esse já está na minha lista! Estou com ele aqui mas ainda não li.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Lucas: A série é muito boa! A Jess é uma das melhores personagens da Meg.

    Cláudia: Acho que iria gostar também haha. Se já leu A Mediadora, a Jess é um pouco parecida com a Suze. Ambas tem atitude e são ótimas personagens!

    Luana: Haha, eu também. Estou tentando completar a minha coleção, mas tá difícil. Quando penso que estou chegando perto ela vai lá e lança mais livros.

    Gabi

    ResponderExcluir