28 de fevereiro de 2012

Resenha: Done Being Friends - Trisha Grace

Esse livro eu comprei totalmente por impulso. Li a sinopse, achei bonitinha e estava precisando de uma leitura mais divertida e leve, então comprei.
Fico feliz em dizer que não me arrependo nem um pouco. 
Faith e Zac são melhores amigos desde que eram crianças. E eles nunca pensaram em cruzar a linha da amizade. Até que o pai de Faith sofre um ataque cardíaco e vai parar no hospital, ela vê seu mundo virando de cabeça para baixo. E é quando Zac vê Faith com Dylan, (amigos de ambos que também tem uma quedinha por Faith), que ele percebe que pode perdê-la e que precisa tomar uma iniciativa.
A sinopse parece rasa, mas o livro é muito agradável de se ler. Não conseguia soltá-lo e fiquei até tarde da madrugada lendo. A melhor parte do livro, são os personagens. Quando eu gosto dos personagens e tenho prazer em ler sobre eles, a história nem precisa ser das mais elaboradas, só de poder relaxar e aproveitar a leitura já foi ótimo.
Zac é o amigo estilo irmão mais velho. Está sempre ajudando Faith quando ela precisa, e faz de tudo para protegê-la. Ele é daqueles personagens fofos que fazer coisas fofas o livro todo. São as pequenas coisas que eles faz que é impossível não se apaixonar.
Eu achei Faith uma personagem real. Com as dúvidas e problemas reais. Ao contrário de Zac que já é mais estilo príncipe encantado. Faith é uma pessoa muito forte, que tem seus momentos de fraqueza.
A narrativa da Trisha Grace é feita em terceira pessoa. Então, o leitor pode ver o que Faith está pensando e o que Zac está pensando. Faz a história não ser chata, já que o leitor não fica naquela dúvida de 'será que ela pensa assim também?’.
Eu não costumo gostar de triângulos amorosos, mas nesse caso, o triangulo foi bem construído e não se tornou irritante. Faith sabia desde o inicio o que queria e não ficou dando esperanças. E Dylan, é aquele personagem que uma hora o leitor quer matar e depois acaba gostando. É uma montanha russa de amor e ódio.
É uma história gostosa de se ler, com vários, vários e vários momentos fofos e com personagens legais. Como eu disse antes, as intrigas e algumas coisas que acontecem eu achei que poderiam ter sido um pouquinho mais trabalhadas e elaboradas. 
Eu recomendo! É leve, fofo e divertido.

26 de fevereiro de 2012

Filme: Orgulho e Preconceito (1940)


 Orgulho e Preconceito (1940)
Existem várias adaptações de Orgulho e Preconceito, eu já tinha assistido a de 2005, e resolvi assistir a de 1940.
A versão feita em 1940 é americana, dirigida por Robert Z. Leonard. O roteiro do filme foi escrito por Aldous Huxley, autor de Um Admirável Mundo Novo e Jane Murfin.
O filme não é tão fiel ao livro como eu esperava, várias cenas tiveram suas mudanças. Algumas realmente, foram mudadas demais, como a conversa entre Elizabeth e Lady Catherine De Bourgh no final do livro. O intuito e o tema da conversa entre elas foi alterado.
Greer Garson fez o papel de Elizabeth Bennet, e eu gostei da forma como ela atuou. Não mudou a personalidade da Lizzie. Foi bem fiel a personagem criada pela Jane Austen. Já Laurence Olivier como Mr. Darcy me decepcionou bastante. Não foi o Mr. Darcy dos livros. O comportamento dele que era para ser algo mais ríspido, antipático e orgulhoso não foi bem retratado.
Outras mudanças que me deixaram incomodadas foi a falta da explicação do Mr. Darcy para Elizabeth sobre o Mr. Wickham. A ausência da cena onde a Elizabeth visita a casa do Darcy. Essas duas cenas que eu gosto tanto na história não aparecem no filme.
As roupas do filme foram estranhas aos meus olhos desde o inicio. E depois, pesquisando mais descobri que foram as mesmas roupas utilizadas na gravação do filme ... E o Vento Levou. Não concordo muito com esse compartilhamento de guarda-roupa já que um filme se passa nos Estados Unidos em 1861 e Orgulho e Preconceito se ambienta na Inglaterra em 1797.
Na adaptação do roteiro foi inserido muito mais humor e cenas cômicas. Em alguns momentos foi aceitável, em outros achei muito forçado.
O filme levou o Oscar de 1941 para melhor direção de arte em Preto e Branco.
Algo que eu gostei no filme, foram as filmagens, posição de câmera e trilha sonora. Foi bom ter assistido, já que minha curiosidade era grande. Prefiro a versão de 2005 ainda, que é bem mais fiel a obra de Jane Austen.
Estou planejando ver outras versões do filme, e ver adaptações de outros livros da Jane Austen! Em breve mais posts sobre isso.
Gabi

25 de fevereiro de 2012

Da livraria para a minha estante #23

Olá!

Como foi a semana de vocês? A minha foi boa, apesar de ser minha última semana de férias. Segunda-feira começa tudo de novo. 

Quando eu entrei de férias, eu fiz uma lista de todos os livros que eu queria ler nesse período e fico feliz em dizer que de 18 livros eu li 17. O único que faltou foi Insatiable da Meg Cabot, que eu comecei, mas não estava no momento certo e decidi deixar para outra hora.

Além desses livros, eu li muitos outros que estavam fora da lista, chegando no final com um total de: 36 livros lidos.

Recorde pessoal, nunca li tanto assim em tão pouco tempo. Mas férias é para isso, adiantar a lista de leitura!

Agora, o que eu recebi essa semana:


Presentes da Vida - Emily Giffin - Novo Conceito


Para sempre - Kim e Krickitt Carpenter - Novo Conceito

Eu adorei o kit de Presentes da Vida. A capa de tecido é um amor e eu já estou planejando usá-la quando levo livros para ler na escola, vai ser bem melhor do que levar solto. O livro esta muito bonito e eu amei a capa. E quando eu coloquei na estante ao lado do outro livro da Emily Giffin que eu tenho (Questões do coração) vi que a editora fez as duas lombadas com o mesmo design, os dois livros ficam lindos juntos!

Eu fiquei impressionada com o tamanho de Para Sempre. Achei que seria um livro grosso, mas na verdade é super fininho. A imagem abaixo prova a diferença de tamanho dos dois. Quero muito ler e provavelmente lerei muito rápido. A caixinha, infelizmente, veio um pouco amassada... E quem me conhece sabe que eu sou louca por caderninhos, então ver esse no kit foi muito legal!


A diferença no tamanho dos dois fica bem visível na foto... Enfim, estou louca para ler os dois livros. Em breve eu posto as resenhas e fiquem ligados porque logo logo terá promoção deles no blog!

Não esqueçam da promoção de 'Um Mundo Brilhante'. Vai até o dia 18 de março. 

Gabi

24 de fevereiro de 2012

Top 5: Volta as aulas

Oi


Sei que para muitos de vocês as aulas já começaram, as minhas estarão começando agora na segunda-feira e resolvi fazer um Top 5 com histórias que começam nessa época de volta as aulas. Não tem spoiler nenhum no texto, então podem ler sem problemas. Eu apenas introduzo um pouco o que acontece no livro.

1) Harry Potter - J.K. Rowling


Uma das mudanças mais emocionantes de escola. Afinal, ir para Hogwarts é um sonho para muita gente. Comprar material escolar no Beco Diagonal deve ser bem interessante também.  Uma volta as aulas bem emocionante para o Harry, já que ele vai conhecer um mundo totalmente novo e descobrir muitas coisas sobre o seu passado.

2) Anna e o Beijo Francês - Stephanie Perkins


Anna tem um retorno bem diferente. Já que seu pai decidiu mandá-la para uma escola de americanos em Paris. Nada mal né? Ainda conhece o St. Clair e pode aproveitar seu tempo livre passeando pela cidade maravilhosa.

3) Fallen - Lauren Kate

O primeiro dia de aula de Luce, é no internato Sword & Cross. O lugar parece mais uma prisão do que uma escola, já que celulares são totalmente proibidos, câmeras vigiam o local e é proibido sair de lá. Ela ainda é totalmente mal recebida por Daniel e todos lá parecem meio... estranhos?

4) Minha Vida Fora de Série - Paula Pimenta


O primeiro dia de aula da Priscila ainda é em uma escola nova. No livro da Paula Pimenta podemos ter bem a noção do primeiro dia de aula.  Mas então Priscila começa a fazer várias amizades e tem a sorte de ter uma professora super, super querida a seu dispor :)


5) Safe House (Desaparecidos #3) - Meg Cabot


Quando Jess retorna das férias de verão, sua volta as aulas é tumultuada devido ao assassinato de uma de suas colegas. E ainda muitos colocam a culpa nela, porque devido ao seu poder de localizar pessoas desaparecidas ela poderia ter achado a menina antes do assassinato acontecer. 


---

Espero que tenham gostado! Eu recomendo a leitura de todos os livros. 

Se alguém tiver uma sugestão de tópico para o próximo Top 5, eu ficaria muito feliz em ouvir!

Gabi


22 de fevereiro de 2012

Resenha: Sanctuary - Meg Cabot

Sanctuary (Desaparecidos #4) - Meg Cabot


No quarto volume da série Desaparecidos, temos outro mistério envolvendo desaparecimentos. Dessa vez, o novo vizinho de Jess desaparece e é encontrado morto. Pouco tempo depois, acontece outro desaparecimento, dessa vez de um menino judeu e junto com isso a sinagoga é incendiada. Jess, mais uma vez, não confia no trabalho dos policiais para resolver o caso e vai atrás do causador de tudo isso sozinha.
Não sozinha, Rob vai junto como sempre.
É mais um mistério muito bem criado e desenvolvido pela Meg. Fiquei com o coração na mão durante metade do livro, querendo saber o que iria acontecer e como Jess e Rob iriam sair da enrascada em que se meteram.
Ainda achei o terceiro volume melhor, mas o quarto não deixa muito a desejar. Temos uma narrativa divertida e personagens que eu adoro. Jess continua com seu jeito de sempre, ela tenta controlar seus ‘problemas de controle de raiva’, mas não é muito fácil. E no meio de todo o caos, ela ainda tem que se preocupar com seu relacionamento com Rob. Que finalmente está tomando um rumo.
Eu adoro o Rob! Adoro quando ele chama a Jess pelo sobrenome, Mastriani. É muito fofo e eu adoro o fato que ele sempre está lá ajudando ela, mesmo quando ajudar ela significa entrar nas loucuras que a Jess inventa. E estou com esse pressentimento que vou adorar ele ainda mais no quinto e último livro da série!
Temos um personagem novo, que é o Doutor Cyrus Krantz, que é o novo responsável do caso de Jess. O objetivo é mais tentar fazer com que ela admita que ainda tem os poderes. Mesmo que a Jess seja uma mentirosa terrível e ela continua tentando enganar todo mundo dizendo que não, ela não tem mais seus poderes. 
Novamente, eu recomendo muito essa série. Têm ótimos personagens, cada livro tem uma história diferente e a narrativa é muito boa.

20 de fevereiro de 2012

Resultado da Promoção: O Morro dos Ventos Uivantes

Olá!
Primeiro, eu queria agradecer a todos que participaram da promoção! Não imaginava que tanta gente iria participar. 
Agora, o resultado da promoção...



Novidades #11

Oi!


Muitas novidades e lançamento no mundo literário! Alguns lançamentos divulgados pela Galera Record, Instrínseca e pela Seoman.


Meu livrinho vermelho - Rachel Nalebuff - Galera Record


Uma antologia de histórias sobre a primeira menstruação, coletadas de mulheres de todas as idades ao redor do mundo. As contribuições vão desde as histórias mais divertidas (a organizadora, por exemplo, estava usando um maiô amarelo em seu “grande dia”, enquanto fazia ski aquático) às mais desesperadoras (como a da menina que descobriu sua menarca estando prestes a ser revistada por oficiais nazistas). Mulheres de diferentes gerações e culturas, de simples desconhecidas até as que se tornaram ícones, compartilham suas reações diante do sinal mais revelador da feminilidade.

O Ramo de Prata - Rosemary Sutcliff - Galera Record

Violência e traição estão varrendo o Império Romano na Britânia. No meio de tudo isso estão Justino e Flávio, que acidentalmente descobrem um plano secreto para derrubar o imperador Caráusio.Temendo por suas vidas, os primos saem em uma corajosa jornada pelo território britânico a fim de reunir uma legião de guerreiros. Soldados que desertaram, centuriões, caçadores e todos os homens interessados em defender o nobre Império Romano são bem vindos.

Previsão de lançamento: 17 de fevereiro

A Última Princesa - Fábio Yabu - Galera Record

Banida de seu lar por um feiticeiro, a Última Princesa de um reino encantado acabou esquecida pelo próprio povo e passa os dias sofrendo com as saudades da terra natal. Mas um novo mundo lhe é apresentado pelo misterioso inventor Alberto, que tem a pretensão de construir uma máquina mágica. Por meio dela a princesa poderá ter a chance de se libertar da maldição, se também for capaz de enfrentar seus medos.

Previsão de lançamento: Abril


O Verão e a Cidade (Os Diários de Carrie #2) - Candance Bushell - Galera Record

A criadora da famosa série Sex and the City, Candace Bushnell, mostra o delicioso caso de amor entre Carrie e o verão na Big Apple. A jovem heroína acaba de entrar em um curso de redação e finalmente está começando a dar os primeiros passos na carreira de escritora. Ao seu redor, há uma infinidade de vizinhos malucos, de lojas e festas fantásticas, além de um certo cara maravilhoso que resolveu surgir em seu caminho. Mas deixar de ser uma garota do interior fica ainda mais complicado quando é preciso conciliar os problemas do passado e as promessas do futuro.

The Walking Dead - A Ascensão do governador - Robert Kirkman e Jay Bonansinga - Galera Record

No universo de The Walking Dead, não existe vilão maior do que o Governador, o déspota que comanda a cidade de Woodbury. Eleito pela revista americana Wizard como “Vilão do ano”, ele é o personagem mais controvertido em um mundo dominado por mortos-vivos. Neste romance os fãs irão descobrir como ele se tornou esse homem e qual a origem de suas atitudes extremas. Para isso, é preciso conhecer a história de Phillip Blake, sua filha Penny e seu irmão Brian que, com outros dois amigos, irão cruzar cidades desoladas pelo apocalipse zumbi em busca da salvação.


O Circo da Noite - Erin Morgenstern - Intrínseca

Sob suas tendas listradas de preto e branco uma experiência única está prestes a ser revelada: um banquete para os sentidos, um lugar no qual é possível se perder em um Labirinto de Nuvens, vagar por um exuberante Jardim de Gelo, assistir maravilhado a uma contorcionista tatuada se dobrar até caber em uma pequena caixa de vidro ou deixar-se envolver pelos deliciosos aromas de caramelo e canela que pairam no ar. Por trás de todos os truques e encantos, porém, uma feroz competição está em andamento: um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, treinados desde a infância para participar de um duelo ao qual apenas um deles sobreviverá. À medida que o circo viaja pelo mundo, as façanhas de magia ganham novos e fantásticos contornos. Celia e Marco, porém, encaram tudo como uma maravilhosa parceria. Inocentes, mergulham de cabeça num amor profundo, mágico e apaixonado, que faz as luzes cintilarem e o ambiente esquentar cada vez que suas mãos se tocam. Mas o jogo tem que continuar, e o destino de todos os envolvidos, do extraordinário elenco circense à plateia, está, assim como os acrobatas acima deles, na corda bamba.

Previsão de lançamento: 05 de março

J. Edgar Hoover, uma biografia em HQ - Rick Geary - Seoman

O livro conta a biografia em HQ do personagem que inspirou o filme "J. Edgar", estrelado por Leonardo Dicaprio. Durante 55 anos servindo o povo americano, J. Edgar Hoover assumiu vários papéis, tais como combatente do crime, exterminador de comunistas e protetor da moral, mas ele, certamente, enxergava a si mesmo como um verdadeiro herói do FBI. Nas mãos do premiado cartunista Rick Geary, sua vida torna-se um amplo e atual guia histórico do século XX, ao retratar a eleição de oito presidentes norte-americanos e tudo o que aconteceu na época - Lei Seca, mafiosos, Segunda Guerra Mundial, Guerra Fria, espionagem, escutas telefônicas e muito mais.



---

Gabi

18 de fevereiro de 2012

Promoção: Um Mundo Brilhante


Mais uma promoção aqui no blog! Dessa vez é com a parceria da editora Novo Conceito. O vencedor ganhará o kit de Um Mundo Brilhante. Livro, marcador e capa de chuva.

Vou começar utilizar o Rafflecopter nos sorteios, já que é bem mais prático do que o formulário.  Qualquer dúvida vocês podem me perguntar no twitter ou enviar um e-mail.

A promoção começa hoje e vai até o dia 18 de março.

Regras:

Ter endereço de entrega no Brasil
Seguir o blog via Google Friend Connect

Boa sorte a todos!



a Rafflecopter giveaway

16 de fevereiro de 2012

Resenha: Um Mundo Brilhante - T. Greenwood

Editora: Novo Conceito


Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu.

Um Mundo Brilhante foi uma leitura mediana para mim. Não considero um livro ruim, mas também não posso considerá-lo um livro maravilhoso.
O grande motivo disso, foi que eu não consegui gostar dos personagens. Eu fui indiferente a quase tudo que estava acontecendo na história, não me importando muito com nenhum deles. A autora tinha um grande gancho para transformar o livro em um mistério, aonde esse iria se resolvendo aos poucos e deixaria o leitor intrigado.
Mas esse mistério sobre a morte do jovem, não foi bem desenvolvido. Não foi o foco principal do livro, e eu acho que se fosse, o livro seria bem melhor.
Apesar de não ter amado o livro, é uma narrativa agradável de se ler. As páginas correm rápido e quando vê, já está na metade do livro. A narrativa é feita em terceira pessoa e eu digo que a narrativa da T. Greenwood é muito boa. Pena que a história em si, não me agradou muito e eu não me envolvi com ela.
No inicio do livro achei vários errinhos, principalmente de digitação. Uma hora acabei lendo Bem ao invés de Ben. São pequenos? Sim. Mas eu sou chata quando se trata de revisão e tradução.
Em contrapartida, a edição da Novo Conceito, está maravilhosa. A capa principalmente merece destaque. Muito bonita e bem trabalhada.
Se eu tiver oportunidade de ler outro livro da autora, lerei. Achei a escrita dela muito boa. Os personagens e acontecimentos, infelizmente, não me agradaram. Acho que não basta a autora escrever bem se não tiver uma história que envolva e que me agrade. 
Não é nem bom nem ruim. Acho que esse é o tipo de livro que é preciso ler para ter uma opinião. Eu tinha muitas expectativas, imaginava outro tipo de história e acabei me decepcionando.

14 de fevereiro de 2012

Um pouco mais sobre... Stephanie Perkins

Eu amei Anna e o Beijo Francês e amei Lola and the boy next door ainda mais então, resolvi pesquisar um pouco mais sobre a autora. Eu adoro pesquisar sobre os autores que eu gosto, eu normalmente acho curiosidades legais e sempre tem relações da vida deles ou da personalidade deles com os personagens que eles criam.

Stephanie Perkins nasceu na Carolina do Sul e cresceu no Arizona. Fez faculdade em São Francisco e Atlanta e hoje em dia mora na Carolina do Norte.
Os cômodos de sua casa são todos pintados com as cores do arco-íris. Podemos ver que tanto ela como a Lola gostam de cores e de cabelos coloridos, quem acompanha a autora no twitter sabe que recentemente ela pintou os cabelos de vermelho

Stephanie sempre gostou de contar histórias, mas levou tempo até decidir escrever como trabalho. Mesmo depois de se formar em escrita criativa, ela tentou se convencer em tentar outra coisa e arrumar um "emprego de verdade". Ela sempre trabalhou com livros, mesmo antes de pensar em se tornar escritora. Primeiro em uma livraria, e depois em uma biblioteca.
A autora ama o cheiro dos livros e o peso das páginas em suas mãos. ‘Eu não posso imaginar minha vida sem a literatura’, ela escreveu no seu site.
Stephanie Perkins começou a se interessar pela literatura teen quando sua amiga, na faculdade lhe mostrou o filme O Diário da Princesa, e então ela foi ler os livros e se apaixonou pela escrita da Meg Cabot.
Also, because of this, I often refer to Meg Cabot as The Queen. Because she is. (I love you, Meg!)Stephanie Perkins
(E também, por causa disso, eu me refiro a Meg Cabot como A Rainha. Porque ela é (Eu te amo, Meg!)).
A autora disponibiliza em seu site, uma lista de livros favoritos, entre eles, podemos encontrar:
Meg Cabot, Sarah Desse, Suzanne Collins, Markus Zusak, J.K. Rowling, Stephenie Meyer, Jane Austen, Charlotte Brontë
E muitos outros, a lista é bem eclética e pode ser lida por completo aqui.
Também, no site dela (é muito legal, vale a pena ir lá ver) ela disponibiliza a trilha sonora de Anna e o Beijo Francês. Eu adoro quando os autores fazem isso, podemos conhecer bandas novas e ainda mais músicas relacionadas a uma história que gostamos.

Eu achei a personalidade da Lola bem parecida com a da autora! Acho que a Stephanie apenas deu uma exagerada na sua personalidade para criar a Lola.

Aproveito para recomendar novamente os dois livros dela já publicados e falar que ela terá outro livro publicado em 2013. Se chamará Isla and the happily ever after e será o último companion novel. Assim como em Lola and the boy next door, temos a presença de Anna e St. Clair, nesse terceiro eu espero ter a presença de Anna, St. Clair, Lola e Cricket. Isla é uma personagem que já aparece em Anna e o Beijo Francês para quem se lembra! Estou louca para ler!
Gabi

13 de fevereiro de 2012

Meme: Julgando pela capa

Oi


O Lucas do Livros, Filmes e Conversa Fiada me mandou esse meme e eu achei bem legal de responder!!

- Cite 1 livro que você já leu só por causa da capa.

Tem vários. Eu comprei Sussurro justamente porque tinha achado a capa bonita. A Caminho do Verão da Sarah Dessen foi assim também, olhei a capa e senti que precisava ter o livro.

- Que tipo de livro você não lê por causa da capa? 

Eu tento não julgar um livro pela capa. Mas livros com capas cuja diagramação parece que foi feita no paint me deixam com o pé atrás. Contudo, eu tento não ter restrições, a sinopse é  na maioria das vezes o que em faz comprar um livro ou não.

- Que livro você relutou em ler por causa da capa, mas gostou?

A Revolução dos Bichos na versão da Companhia das Letras. Jurei que eu iria odiar o livro, mas depois que li acabei gostando bastante.

- Que livro te decepcionou, mas você gosta da capa?

A Maldição do Tigre da Couleen Houck.

- Quais as suas 5 capas de livros preferidas? 

Essa é difícil... Vejamos:

-Sussurro - Becca Fitzpatrick
-Um Dia - David Nicholls (tanto a versão original como a versão do filme, ambas são maravilhosas)
-Liberte meu Coração  - Meg Cabot
-Bela Maldade - Rebeca James
-Ecos da Morte - Kimberly Derting

---

Se alguém quiser responder o meme, fiquem a vontade! Adoraria ler as respostas de vocês.

Gabi

11 de fevereiro de 2012

Da livraria para minha estante #22

Oi

Essa semana eu não comprei nada, mas, eu tinha ganhado duas promoções e os livros chegaram.


Julieta Imortal - Stacey Jay - Novo Conceito

Ganhei o livro no blog da Carol, o Open Page! Eu já estava querendo ele fazia muito tempo, já que as resenhas que eu li foram de ódio a amor, e eu fiquei curiosa para ver o que eu vou achar do livro. A capa está maravilhosa, amei a imagem e a letra com que o título foi escrito.


A Jornada - Erin E. Moulton - Novo Conceito 

Esse eu ganhei na promoção de Top Comentarista no blog da Cláudia, o Livraria Outubro. O kit é incrível! Vem essa caixa brilhante, um marcador normal e outro com uma borboleta na ponta (que eu esqueci de colocar ali na hora de tirar a foto).  O livro por dentro tem vários desenhos e é maravilhoso. Estou louca para ler.


Os dois são bem fininhos, então eu irei provavelmente ler bem rápido. Resenhas em breve!

Aviso:

Não sei se vai ter Book Blogger Hop essa semana, então já vou avisar nesse post mesmo que estou indo viajar na segunda-feira. O blog continuará a ser atualizado, mas eu ficarei um pouco ausente do twitter e demorarei mais para passar nos blogs de vocês e responder comentários. Volto na sexta e coloco tudo em ordem novamente!

Como foi a semana de vocês?

Gabi

9 de fevereiro de 2012

Resenha: Safe House - Meg Cabot

Safe House (Desaparecidos #3) - Meg Cabot  
Eu simplesmente adoro essa série da Meg!
No terceiro volume da série Desaparecidos, Jess está de volta depois de passar o verão no acampamento e duas semanas na casa de praia de sua amiga Ruth. Assim que volta, ela é recebida na escola com a noticia que uma de suas colegas, Amber, foi sequestrada e assassinada. E muitos dos seus colegas começam a colocar a culpa em Jess, já que ninguém conseguiu se comunicar com ela durante as férias, e todos achavam que Jess poderia ter encontrado Amber antes do assassinato.

Já que ela tem o poder de encontrar pessoas desaparecidas.

A narrativa dessa série, é feita pela personagem mesmo. E é muito bem narrado pela Jess. Ela é uma menina que tem ‘problemas de controle de raiva’ e está sempre se metendo em confusão por brigar na escola. Eu adoro a narrativa dela, é rápida, divertida e nesse livro, foi muito intrigante. 
Junto com o choque da morte de Amber, acontece mais um desaparecimento e o mistério é bem mais desenvolvido do que nos outros livros. Eu simplesmente não consegui parar de ler até terminar e ter tudo resolvido. Porque apesar de ser uma série de cinco livros, cada um tem seu próprio mistério e sua própria história. A Meg conseguiu escrever, até agora três histórias completamente diferentes, o que é muito legal porque seria fácil cair na mesmice e a série se tornar chata.
Jess é uma ótima personagem, em minha opinião uma das melhores personagens da Meg.  Não é aquelas meninas que só se importam em ser popular e ficar com o jogador de futebol, que são tipicas personagens da Meg. Jess sonha em ter sua própria moto e sonha que um dia, Rob Wilkins vai deixar de lado sua ideia de que eles não podem ficar juntos porque Jess tem dezesseis anos e ele dezoito. 

Rob Wilkins é um personagem que eu gosto muito. Apesar do romance não ser o principal ponto nessa série, pelo menos não até agora, eu gosto dele. Acho fofo o jeito como ele fala com a Jess e o jeito como a ‘amizade’ deles se desenvolve.
Os poderes de Jess são explorados, em cada livro, de uma forma diferente. Então podemos realmente ver que realmente, não é um poder pequeno que ela tem, é algo grande e que pode fazer uma grande diferença.

Eu recomendo muito essa série! Lembrando que o segundo volume tem previsão de lançamento no Brasil para o primeiro semestre de 2012.

7 de fevereiro de 2012

Resenha: Um homem de sorte - Nicholas Sparks


Editora: Novo Conceito
Um Homem de Sorte nos apresenta a história de Logan Thibault, um ex-fuzileiro que durante uma de suas missões no Iraque, encontra uma foto de uma mulher muito bonita, e a partir desse dia, a foto lhe dá sorte e salva sua vida. De volta ao Colorado, Thibault decide enfrentar uma caminhada até Hampton em busca dessa mulher, ele sentia que precisava conhecê-la e agradecer a ela por ter salvado sua vida diversas vezes.
Já falei isso antes, mas Nicholas Sparks tem um jeito de tratar as palavras e os sentimentos de uma forma linda. A narrativa dele é agradável e maravilhosa de se ler. Ele tem um dom para falar dos sentimentos das pessoas.
Logan Thibault é um personagem apaixonante. O jeito que ele trata Elizabeth e Ben é muito lindo. Elizabeth, ou Beth, é uma mulher forte, e que toma iniciativas. Ela é um exemplo mesmo. Ben é seu filho de 10 anos que adora ler e vai começar aulas de violino. Eu adorei o Ben! É um personagem que cativa o leitor logo nas primeiras páginas.
Não poderia deixar de comentar sobre Zeus, o cachorro de Thibault que chega a ser um grande personagem mesmo, no livro.
Contrapondo esses personagens, temos Keith Clayton, ex-marido de Beth. Keith é uma grande chave no livro, desde o inicio quando achei que o personagem era apenas passageiro. Ele é possessivo. Mesmo sendo divorciado de Beth, ele acha que ainda tem controle sobre ela. Achei que foi um personagem muito bem desenvolvido no livro, desde o inicio já vemos a personalidade forte dele.
É um ótimo livro, com um ótimo romance. Não consiga soltar o livro, a narrativa prende o leitor e a história segue com um ótimo ritmo de leitura. Livro do Nicholas Sparks, mas eu não morri chorando. Só fiquei com o coração apertado no final e fiquei emocionada em algumas cenas que são muito bonitas.
Eu recomendo muito o livro! A história é muito bonita, os personagens são cativantes e tudo isso é escrito de uma maneira maravilhosa.
Só comento que a edição tem alguns errinhos, bem poucos, mas eu percebi algumas trocas de letras e falta de letras e falta de travessões no inicio das falas. Mas tudo isso é detalhe e não influencia em nada na história.

6 de fevereiro de 2012

Novidades #10

A editora Novo Conceito divulgou as capas dos próximos lançamentos, previstos para março.


Para Sempre -  Kim Carpenter e  Krickitt Carpenter - Novo Conceito


A vida que Kim e Krickitt Carpenter conheciam mudou completamente no dia 24 de novembro de 1993, dois meses após o seu casamento, quando a traseira do seu carro foi atingida por uma caminhonete que transitava em alta velocidade. Um ferimento sério na cabeça deixou Krickitt em coma por várias semanas. Quando finalmente despertou, parte da sua memória estava comprometida e ela não conseguia se lembrar de seu marido. Ela não fazia a menor ideia de quem ele era. Essencialmente, a "Krickitt" com quem Kim havia se casado morreu no acidente, e naquele momento ele precisava reconquistar a mulher que amava.

Como diz na capa, é a história que inspirou o filme The Vow. Que estréia em fevereiro nos Estados Unidos. O trailer já me deixou com lágrimas nos olhos. 



Presentes da Vida - Emily Giffin - Novo Conceito


Darcy Rhone sempre teve todos os homens aos seus pés. Tinha um emprego glamouroso, um seleto círculo de amizades e um noivo perfeito, Dexter Thaler. No entanto, tudo mudou quando Darcy se envolveu com o melhor amigo de seu noivo... Seu noivado acabou e perdeu sua melhor amiga, Rachel.

Incapaz de assumir responsabilidades e de enfrentar todo esse mal-estar, Darcy foge para Londres, para a casa de um amigo de infância, imaginando que poderia passar uma borracha em tudo isso. Mas, para seu desânimo, Londres se torna um mundo estranho, onde seus truques de sedução não mais funcionam e onde sua sorte parece ter se evaporado. Sem amigos nem família, Darcy precisa dar novo rumo à sua vida e, assim, começa uma linda trajetória rumo ao crescimento e ao amor.
A história se passa depois de O Noivo da Minha Melhor Amiga, dessa vez com o ponto de vista da personagem Darcy. Eu não li o primeiro livro, mas já ouvi ótimos elogios!


Hugo e Elisa e a Fuga de Madame Hornick - Anna Chiara - Novo Século

Mistério e suspense em Londres. A única alternativa é solucionar o caso. Hugo Forsyth e Elisa Adams são dois jovens detetives que trabalham para a Empresa de Investigações Super Kings. Quando tomam conhecimento da fuga de Madame Hornick, a dupla decide investigar o fato de forma incansável, buscando por informações que gradativamente os levem a alguma pista. Com persistência e vontade de fazer justiça, Hugo e Elisa passam por momentos de tirar o fôlego e por fortes emoções até chegar à reta final desse mistério.

Para entrar em contato com a autora visite o blog dela aqui.




Carolina se apaixona - Federico Moccia - Planeta


Eu adoro os livros do autor. E essa sinopse me cativou mais ainda que as de 'Desculpa se te chamo de amor'. O lançamento esta previsto para o final do mês.


Carolina tem catorze anos de idade. Vive um momento mágico em sua vida. As amigas, sempre por perto. E os sonhos, quantos sonhos! E há os primeiros beijos roubados no escurinho do portão. E sempre aquela música que surge no momento certo. Festas, escola, brincadeiras, mas também existem as provas e outras coisas de gente grande.. A avó é maravilhosa e sabe enxergá-la bem longe, lá no fundo de sua alma. Sobre o amor? O que se sabe? O que se vive? Como é realmente o amor? Talvez ele tenha os olhos de Massimiliano? O amor é aquilo? Quem sabe... Mas Carolina perdeu o celular, e com ele tudo o que sabia sobre o rapaz. Mesmo assim, ela não tem dúvidas de que conseguirá reencontrá-lo. Enquanto isso, sonha chegar bem perto da nuvens. E a vida transcorre sem preocupações. Entre as aventuras de cada dia e as sombras do convívio familiar não paira nem de longe a suspeita e a desconfiança. O seu coração está sempre acelerado a cada afeto que se abre e se transforma em esperança pelo futuro. E há uma estrada infinita diante dela que convida a seguir caminhos desconhecidos. Carolina está pronta para ser feliz.


---

Gabi

5 de fevereiro de 2012

Book Blogger Hop #28

Meme do blog Murphy's Library.

Eu adorei a pergunta dessa semana. Não sei o motivo, mas que gosto de falar sobre isso... Enfim, a pergunta é:

Quando um livro vira filme e você ainda não leu o livro, você prefere ver o filme antes de ler ou só vai ao cinema depois de ter lido?

Eu sempre tento ler o livro primeiro. Porque ler o livro depois, perde um pouco a graça e eu fico desanimada. Em alguns casos, eu vou ver o filme e nem sabia que era baseado em um livro, então já é tarde demais. Ou quando o livro é totalmente desconhecido por mim, eu acabo vendo o filme primeiro sem nem saber que era baseado em um livro. 

Mas livros/filmes que já tem certa fama e popularidade, eu sempre tento ler primeiro.

Tento, porque se eu falasse que sempre faço isso estaria mentindo. Eu acabei enrolando tanto, tanto, mas tanto para ler Eu sou o número quatro, que acabei assistindo o filme primeiro. Era muita curiosidade para ver como era, sobre o que falava que não resisti.

Mas agora quero ler o livro para poder ler O Poder dos Seis.

Um outro caso, foi quando eu assisti O Diário da Princesa e fiquei super empolgada para ler o livro. E então percebi que eles não tem nada a ver um com o outro.

Resumindo: Eu prefiro sim, ler antes de assistir o filme. Mas isso nem sempre é possível. 

Gabi