24 de março de 2014

Resenha: O Começo de Tudo - Robyn Schneider

Eu comprei o livro em uma promoção da Amazon e ele estava no meu kindle já fazia um tempo quando eu resolvi que finalmente iria realizar a leitura.
Li muitos comentários de pessoas falando “Se você gosta de John Green, vai gostar desse livro” e foi isso que me deixou com um pé atrás. Não gosto dessas comparações e isso normalmente faz com que o leitor chegue com muitas expectativas. Enfim, comecei a ler o livro em uma noite de sábado e não consegui soltá-lo até terminar a leitura no domingo.
Ezra Faulkner fazia parte do time de tênis, namorava uma menina muito popular e tinha todas as chances de ser o rei no baile da escola. Ele também acredita que todas as pessoas tem uma tragédia esperando por elas no futuro. A sua tragédia aconteceu após sair de uma festa e entrar em um acidente de carro, perdendo o futuro esportivo e fazendo com que Ezra pensasse em quem eram seus verdadeiros amigos.
No retorno as aulas, seus amigos já não o tratam igual e ele vai se sentar com seu antigo amigo de infância Toby. Ezra também conhece uma menina excêntrica chamada Cassidy Thorpe, e é quando tudo muda.
Robyn Schneider escreveu um livro extremamente envolvente, com personagens incríveis e um enredo muito bom. Ezra é um personagem que apresenta um desenvolvimento durante a história, buscando entender quem ele realmente é e o que ele quer do seu futuro. Cassidy é instigante, diferente e inteligente. Não é uma história repleta de clichês já esperados de um livro do gênero.
Acredito que a autora fugiu dos clichês não dando tanta importância para partes que normalmente são centrais em jovens adultos, ela tornou tudo mais simples, as relações de personagens mais diretas e fáceis. O centro do enredo não é um romance difícil de ser alcançado entre um menino muito popular e uma menina 'normal', é o desenvolvimento de dois personagens muito bem construídos e que possuem seus passados que vão acabar influenciando nas suas vidas do presente. 
Uma mistura de momentos engraçados com conversas sérias sobre o futuro e sobre se encontrar em um momento tão cheio de dúvidas. É um jovem adulto contemporâneo de uma ótima qualidade. A narrativa da autora é leve e o enredo é imprevisível. O final quebrou meu coração, mas era o final ideal e correto para a história.

Recomendo bastante.

A versão brasileira é publicada pela Editora Novo Conceito.

6 comentários:

  1. Oi Gabi*
    Não conhecia o livro, mas sua resenha me deixou bem curiosa. Achei interessante o tema.

    Beijos*

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabi!

    Esse livro será uma das minhas próximas leituras e fico feliz de saber que você gostou dele. O enredo parece bem clichê mas é ótimo saber que a autora realmente conseguiu fugir dele. Adorei a resenha!

    Beijo,
    Naty.

    ResponderExcluir
  3. Oi Gabi. Fiquei curiosa, agora, para ler o livro. Só o fato de saber que é um enredo imprevisível já me animou, não que eu não goste de clichês, não vejo problemas neles se a história for bem contada, mas quando há surpresas durante a leitura, sem dúvida, é muito bom.
    All My Life in Books

    ResponderExcluir
  4. Esse é o próximo que vou ler. Todo mundo falando bem dele, e tô gostando de saber que foca mais na construção dos personagens do que em alguns elementos clichês que costumam roubar a cena.

    ResponderExcluir
  5. Apenas apaixonado por esse livro, estou lendo no momento depois passo para dizer o que achei, Cassidy <3

    ResponderExcluir
  6. Acabei de acabar a leitura desse livro e já estou cm saudades dos personagens... livro muito bom! Me surpreendeu muito. Não esperava “tudo isso“ desse livro. O “tchan“ da historia fica pro final, me emocionei de verdade. Super indico a leitura, deixa A Culpa é das Estrelas no chinelo!

    Obs.: as histórias são completamente diferentes. Nada de câncer ou coisas do gênero.

    Manoel H.

    ResponderExcluir